Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘diferença’ Category

Da fusão à diferenciação

Para se passar do um para o três, será necessário aceitar, em primeiro lugar, a passagem do um para o dois, tendo a ousadia de abandonar a fase idílica da fusão ou simbiose. Essas sequências da vida conjugal traduzem-se, muitas vezes, pela utilização privilegiada das fórmulas “a gente” e “nós” que englobam os cônjuges nesse espaço fechado da ilusão de serem semelhantes.

“Gostamos de Mozart.”

“Somos felizes por viver juntos.”

“Gostaríamos de ter filhos.”

“Queremos morar no interior.”

“Nós estamos sempre de acordo no que diz respeito ao essencial…”

Será que esses “a gente” e “nós” são verdadeiramente autênticos e cúmplices?

Não será que um certo número deles são portadores de um risco de amálgama e colusão que ameaça os desejos diferenciados de cada um e que os leva a não serem ouvidos, nem satisfeitos, nem mesmo simplesmente respeitados em unicidade?

Muitas vezes, isso acontece perante a maior cegueira dos protagonistas que colaboram, cada qual à sua maneira, nesse sistema de indiferenciação.

Essa fase de fusão apoia-se essencialmente na falta de posicionamento personalizado de um dos parceiros, em benefício da evocação de uma entidade fictícia: “o casal indiferenciado” ou “o casal sintonizado com” a posição dominante de um… sobre o outro.

“Estamos sempre de acordo, nunca discutimos; aliás, de que serve discutir quando queremos viver felizes juntos?”

Cada parceiro tende a limar as arestas da sua personalidade em função do que supõe ser o desejo do outro. A adaptação mútua leva cada um a amplificar e a reforçar as características ou traços que parecem convir ao outro ou ser valorizados por ele. (mais…)

Read Full Post »